Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2008

NOTA [AUTO]BIOGRÁFICA

Imagem
Um dia você acorda e insiste na idéia de que precisa ter todos os seus versos preferidos ao seu alcance. Esse dia acumula outros tantos dias. Esse dia ganha mais outros versos. Mais outros doces desassossegos. E eu já deveria saber que de nada adianta adiar as minhas vontades. Então resolvi tê-lo bem perto de mim. Em mim. E essa é a forma de ter todos aqueles versos ao meu alcance. E eu os tenho em todas as pessoas de Pessoa]

DAS [nossas] VIDAS

A trilha sonora é presente de um mocinho chato lá da Cidade Maravilhosa. O sorriso é conseqüência das pessoas queridas ao meu redor. A falta é parte da ausência que sei que vou me acostumar – embora me faça tão bem tudo que há em você. Daqui a pouco mais um ano acaba, e preciso dizer, antes de qualquer promessa rápida de felicidade, que leva-se tempo para descobrir que um ano pode mudar toda uma vida. Devo repetir alguns passos. Inventar outros tantos. Planejo reencontros. Já sinto saudades. Assim tem sido comigo. Assim tem sido com nós.
Beirut - Elephant Gun

O AMOR NAS CORES DE MIRÓ

Ela esperava dele algumas instruções, banalidades lúdicas, um sorriso terno. Sim, ela o fotografou num sorriso desses. Às vezes ela acha graça. Às vezes ela ensaia imagens doces em versos desprovidos de rima... Era a primeira vez que ela conhecia alguém que poderia ser um personagem seu. Em construções geométricas. Sem silêncios desnecessários. Em expressões idiomáticas.