Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2007

PRETTY THINGS

Um dia ela descobre alguém que até então não existia. Um dia ele a descobre da mesma maneira. Simultanemante, eles se confundem entre sorrisos e lugares incomuns. Um dia ela escuta pelo fone de ouvido, a música que poderia ser dele. Um dia, ele descobre os lugares que ela certamente adoraria estar. Simultaneamente ele envia esses lugares até ela, como se assim pudesse. Ele preenche esses lugares com parênteses deles. E ela envia as músicas que talvez ele ainda não havia sentido, e se torna responsável pela trilha sonora dos seus dias tão distantes. E simultaneamente eles buscam por coisas bonitas - para sobreviver delas.

Ela é a personagem real que se confunde em outros pronomes. Às vezes sou eu. Mas nesse momento, sou ela. [Ela coleciona seus lugares no mundo em um álbum de fotografia adaptado para postais. E ele também não sabia disso!]

KOLBER

Imagem
[Kolber, aos 6 meses] Engraçado, mas antes de tê-lo, eu não sabia o quanto era bom um "miado de boas vindas" ao chegar em casa todos os dias.