Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

ALGORITMO

- O que você acha disso tudo?
- Que talvez não seja "isso tudo".
- Poderíamos falar mais... [interrupção]
- Prefiro os pequenos gestos. Aqueles que perdemos.
- Não perdemos.
- Não?
- Não... eles estão em nossos grandes discursos.
  [ela ri]
  [ele também ri]
- A sua ironia deveria me chatear, mas...
- ... mas ela faz parte dos pequenos gestos.
- Não chegar a ser tudo isso.
 [eles riem, juntos]
 [eles insistem em alguma versão que não aprenderam a sustentar]

SE

Estava ali, esquecido numa caixa quase sem graça, quase sem dono, quase sem lembrança. Estava ali, guardado sem propósitos. Estava ali, escondido [in]delicamente. Fez dele pronome reflexivo para pertencê-lo. Fez dele pronome recíproco para que pudesse pertencer ao outro, em medidas [des]iguais, mas que ainda assim fosse algo compartilhado. Fez dele gramática própria. Fez dele coisa inventada. Fez dele qualquer coisa para que não parecesse um amontoado de possibilidades subordinadas, conjuntivas, descartadas, condicionais.

BELLE AND SEBASTIAN, ALGUNS ANOS DEPOIS

Imagem
[Belle and Sebastian - Via Funchal - 10 novembro 2010]
Alguns dias não precisam terminar [embora alguns estejam em parênteses a espera de algum sentido que valha a pena]. Alguns acordes são para sempre [e da última vez que foi, eu não queria lembrar]. Algumas cores são ainda mais bonitas de perto [e escondem o preto & branco das letras sem refrão]. Tempos atrás eu ainda fazia faculdade, achava que tudo que tinha [pessoas, amores, Eps] seria para sempre. Perdi pessoas [ganhei outras tantas]. Acumulei alguns amores [alguns em versões diminutivas], mas os Eps ficaram. Junto, todos os singles, todos os álbuns, toda a trilha sonora que eu tinha escolhido e definido que seria pra sempre. Acontece que a vida muda de cenário. Algumas pessoas também mudam para outras vidas. Outras, deixam de existir. E por isso, acabei deixando de ouvir Belle and Sebastian. Não por nada pessoal. Mas por tudo que me era íntimo.
Mas aí vem um tal de dia 10 de novembro de 2010 e toda chance de ouvir os versos d…