Postagens

Mostrando postagens de Março, 2008

AQUOI ÇA SERT L'AMOUR [curta de Louis Clichy]

POESIA MUSICADA

O poema "Prudência", que escrevi em meados de 2005 foi musicado pela banda HAZIZ... só faltam alguns arranjos e em breve estará disponível por aqui. Por enquanto, fiquem com os versos sempre livres, sempre fora de métrica, sempre tão meus. PRUDÊNCIA Prudência, talvez Vejo em mim vestígios de uma ausência tumultuada E não me reconheço E me despeço Quero evitar roteiros previsíveis (todas as possibilidades de volta) E me entrego Invento você, assim, quase sem querer Desenho situações glicosadas do seu cotidiano E mesmo com todas as facilidades Meu raciocínio te desmente Sou outra. Sou uma. Sou duas E este coração já não me pertence como antes Não suporta carregar válvulas, átrios e ventrículos Não situa sequências ritmadas em seus diálogos E eu me traio Olho ao lado. Quase fora do meu alcance Prudência, talvez.