Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2007

OCEAN RAIN - MOJO BOOK

Imagem
Ocean Rain é um dos meus álbuns prediletos. Echo and The Bunnymen é uma das minhas bandas prediletas. E junto à proposta da Mojo Books - transformar um álbum em literatura - sai a minha versão do que considero um "concerto" dos anos 80. Sugestão: leia no volume máximo!!!! Pra baixar o livro: http://www.mojobooks.com.br/ Sobre o livro, sobre mim: http://www.mojobooks.com.br/blog

MÚSICA PARA LER, LIVRO PARA OUVIR

[O título foi "emprestado sem permissão" da Miz Lilian, dona de uma cidade chamada "Urbanóplis", onde você encontra um pouco de tudo, sobre qualquer coisa!] Daqui três dias sai pela Mojo Books meu livro inspirado no álbum "Ocean Rain", do Echo and The Bunnymen... e algumas notas sobre o livro (e sobre a dona dos Analgésicos & Opióides) já circulam por aí. Para entender o título "emprestado" da funcionária não contratada mais fiel da Mojo Books é só clicar aqui: Urbanópolis Para ler minha breve entrevista antes do lançamento, clique AQUI! (é só ir na coluna "blog" e conferir as "confissões") Agora uma "pausa" até domingo! E ouça comigo uma das músicas mais delicadas de todos os tempos:Echo and The Bunnymen - Ocean Rain
DESCULPAS
Desculpe-me. Mas hoje não quero conversa,
Não quero olhar e não ter escolhas.
Não quero decidir entre mim e você,
Nem o lado da cama que quero dormir....
Não quero ter de explicar o motivo do meu silêncio
(por que temos de ter motivo para tudo?!)
e nem ser surpreendida com um “hã, é isso?!”
Só porque estou ouvindo uma canção repetida
(só porque toda vez que algo me chateia é a mesma música que embala o meu silêncio)...
Não, não quero dar pistas,
Então não quero te ver hoje e talvez nem amanhã.
Mas sei que sentirei a falta do seu sorriso ao olhar para mim assim que entrar por aquela porta...
Sim, aquela porta, testemunha de vários outros sorrisos... Hoje eu quero chegar em casa, apagar as luzes e dormir... Dormir sem você, sem saber de mim o que você tanto quer saber... [poema escrito em fevereiro de 2005, num carnaval qualquer]
YOU WERE ALWAYS ON MY MIND Ele adorava Elvis Prestley. Eu prefiria os Beatles. Ele fez todos os meus trabalhos de Desenho Geométrico (e ficava orgulhoso quando eu, ops, ele tirava 10). Eu tive caderno de caligrafia só pra agradá-lo. Ele brigava comigo quando o assunto era política. E eu brigava com ele quando falávamos de Caetano Veloso. (Anos depois entendi que eu gostava tanto de "Alegria,Alegria" que confundi as coisas). Ele adorava falar do seu trabalho. Eu adorava ouvir cada história. Ele brigou comigo quando eu tinha 3 anos porque eu não decorei o alfabeto. Eu aprendi a escrever aos 4 anos. Ele me contava histórias antes de dormir. Eu tenho saudades de todas elas. Ele reclamava de todos os presentes que eu comprava pra ele. Eu encontrei tempos atrás todos os presentes que fiz pra ele quando ainda era criança, numa caixinha branca. Hoje eu choro ouvindo qualquer música do Elvis. Sinto falta dele como se não tivesse mais parte de mim. Ele foi a única pessoa que sonhou tod…