Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

ACONTECEU EM 2011 - NOSSA VERSÃO AMADORA

Imagem

MIXTAPE "ACONTECEU EM 2011"

Com vocês, a minha versão de "Aconteceu em 2011" numa mixtape com um top 11 totalmente pessoal. E embora eu tenha ouvido muito o passado em 2011, esta mixtape certamente me fará voltar a hoje daqui uns 20, 30 anos. Oquei, poderia ser mais honesta, afinal ouvi Adele exaustivamente [mas o Grooveshark não me deixou postá-la], poderia rolar uma faixa-extra-bônus com "Oração" da Banda Mais Bonita da Cidade, mas já fizemos isso o ano todo. Também poderia ter Radiohead, Florence + The Machine, Vanguart, mas a verdade é que [pra mim] eles foram melhores em 2009 e 2010. Rob Fleming faria seu top 5, alguns jornalistas fazem seu top 10, top 20, aqui, o meu top 11 me faz voltar a alguns sorrisos, a alguns dias bons e até mesmo algumas esquizocrises temporais. Aumentem o volume, porque isso aqui aconteceu em 2011:

AMOR, DO VERBO DISPONÍVEL

DUDUÍSMO

Hoje encontrei um amontoado de letras e composições do Dudu datadas de 2005 à 2010 nas minhas gavetas. Alguns emails em que ele me ensinava métrica para compôr e me dava bronca por rima ruim, que é bem pior que rima pobre. Eu e o Dudu acumulamos longas horas de conversa sobre a vida. Sobre arte. Sobre sushi e Nouvelle Vague. Acumulamos risos não contidos. E alguns roteiros [às vezes tensos] da não-realidade que ele provocava. No auge dos meus vinte anos, emprestava a minha vez de falar para que pudesse saber mais daquele homem-menino que vivia todas as vidas que lhe cabia e transbordava. Daquele que esteve presente nos riffs dos principais nomes da música brasileira. Da mineirice de Milton Nascimento ao jazz das esquinas cariocas. Eduardo del Águila Caribé de nascimento. Dudu Caribé dali em diante. Durante a vida, praticou a Guerra Santa e terminou ateu. Um dia me disse que queria mesmo era fundar o Duduísmo. Chegou a rabiscar alguns rascunhos: Tinha gosto de vinho tinto, e tato confu…