Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

ZOMBARIA

Ele fazia pouco da vida. Era intenso. Berrava aos montes. Excedia nas expressões, nos gestos, nos absurdos. Brigava para ter razão. Deu porrada além dos murros em ponta de faca. Acusou todo mundo de insensatez. Vendeu a alma ao diabo. Hipotecou o coração. Cuspiu nos bons modos. Exerceu o poder que ele próprio lhe deu. Fez o que bem quis com a vida. A dele e a dos outros. Foi insuficiente e fez pouco. Tirou o sarro o quanto pode. Depois, culpou todo resto do mundo por não entender os seus motivos. Porque os motivos, para ele, justificam os fins e determinam os meios.

THIAGO PETHIT [08.06.2012 - SANTO ANDRÉ]

Imagem
  [Thiago Pethit  - Sesc Santo André - 08.06.2012] Era uma vez uma inspiração... ela começou em algum agosto de 2010, quando ouvi [e vi] pela primeira vez Mapa-Múndi, do Thiago Pethit. Na verdade, Mapa-Múndi foi responsável por aquele sorriso à primeira vista, a inspiração de fato veio depois de ouvir, no repeat, por dias e dias e mais dias, "Fuga N ° 1". E há todo um superlativo exato em dizer que "Berlim, Texas", por completo, é uma obra-prima que parece inacabada, não porque haja falta, mas porque a cada show do Thiago Pethit, você percebe que cabe mais. E por caber mais, tenho dado uma nova versão à fuga, ao mapa-múndi, ao forasteiro... Uma maneira de tomar emprestado, sem aos menos pedir licença [ainda que seja poética] a algo que parece meu, por direito adquirido e afeto.  "O menino do campo de girassois" é a minha aventura literária. Há muita inspiração nele. É para meu pai [em mais uma daquelas tentativas de tornar para sempre o que sem

ESSA SUA MINEIRICE

Ele a seduz com uma mineirice fora de propósito. Exagera nas sílabas todas, no queijo com goiabada, no café forte em dias quentes. No diminutivo de todas as palavras. Ele talvez desconfie, mas ela acha que queijo com goiabada é a versão ideal dos Capuletos e Montecchios e que Shakespeare talvez tenha exagerado no gosto [duvidoso] sobre o amor. Ele talvez ainda não saiba, mas o café forte até nos dias quentes é de todo propósito [dela].