segunda-feira, 12 de setembro de 2011

DOIS EM UM

Ela é do tipo que sorri. Ele é do tipo gentileza. Juntos, são festa completa. Brindam a vida como se ela merecesse todas as pequenas grandes doses etílicas bem-sucedidas. Cúmplices, por onde passam, são exaltados por paixões. A versão editada dos dois é pouca. Dizem por aí que a versão completa cabe em outras vidas inteiras.

Quando se conheceram, listaram todas as coisas horríveis que já fizeram na vida, acrescentaram algumas outras bobagens dispensáveis e prometeram descobrir, dali por diante, o que fazia o outro querer tanto os dois juntos. Disso já sabem: ela é a versão dele que ele mais gosta, ele é a versão dela predileta. E juntos, na versão ideal, vão descobrindo o que os fazem ebriamente bem-sucedidos, donos de tantos sorrisos e gentilezas.

25 comentários:

  1. Sua poesia é tão sutil e delicada...
    Facilmente me encaixo nos seus parágrafos.
    Sempre perfeita Tati.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Minha xará definiu genialmente: facilmente me encaixo em seus parágrafos, calculadíssimos e suspiradíssimos como os de Clarice. A gente dorme macio em seus textos, Tati. Acorda macio também. A descrição de um amor harmônico, sem lengalengas e tatibitátis, foi resumida com precisão de ourives nessas linhas pequeninas. Beijocas e sucesso no blog, querida!

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do post, parece eu e minha esposa!
    Abração!

    ResponderExcluir
  4. Bom não me identifiquei muito ,mas você expressou o que sente....

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito....
    sua poesia me fez imaginar o cenário e até os personagens como se fosse um filme na minha cabeça.... Viajei aqui.
    Parabéns vc é muito boa....
    Seguindo...

    ResponderExcluir
  6. Deliciosa de se ler, texto simples, profundo que descreve um amor profundo entre amas gemeas.

    ResponderExcluir
  7. Bom de mais,, pra ter ideia como gostei, li duas vezes ^^

    abraço!

    ResponderExcluir
  8. Apesar de simples e sutil, tem um charme e beleza que varias pessoas se indentificariam com essa poesia. Parabens!

    ResponderExcluir
  9. Essas narrativas poéticas são como socos em meu estômago... Me faz lembrar a delicadeza crua com que escreve versos o chico buarque...

    ResponderExcluir
  10. Olá, Seu blog está ótimo, tudo de muita qualidade!
    Estou seguindo, e sempre que possível volto para comentar.
    Espero sua visita no Um Pouco Sobre Isso! Siga-nos!
    www.umpoucosobreisso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Poesia linda !!! Duas pessoas que foram feitas uma para a outra . Retribuindo sua visita .
    http://andyantunes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Texto deliciso! A narrativa evocou-me a cumplicidade dos enamorados... Adorei!

    ResponderExcluir
  13. Adorei o texto.Parabéns.
    Meu blog é de beleza,passa lá-> www.barbarafarias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Muito boa a poesia, linda e delicada!
    http://lollyoliver.wordpress.com/2011/09/05/fotografia/

    ResponderExcluir
  15. gostosa mesmo de se ler.
    Parabéns, sútil, ascessível, popular e riquintada.Ti sigo para voltar outras vezes.
    Um abraço.

    passa lá em casa quando puder.
    http://camaleaosentimentalista.blogspot.com/2011/08/fora-em-uma-tarde-de-ventos-fortes.html

    ResponderExcluir
  16. Faz tempo que não leio um texto maneiro e ffo como esse, parabens e com textos assim que se dá vontade de se passar horas procurando textos iguais.

    http://desagrupador.com.br

    ResponderExcluir
  17. Delicioso de ler. Ficou lindo, expressivo, e me vi nele! Muito fofo, amei..
    http://lollyoliver.wordpress.com/2011/08/13/mini-conselho-frase-um/

    ResponderExcluir
  18. Que lindo texto! Queria ser a parte predileta de alguém, melhor ainda se já fosse para o meu predileto! :)
    Ah momentos, qualquer um assim seria inesquecível.

    Parabéns pelas palavras e pelo blog. Também escrevo, ficaria honrada com sua visita.
    Um grande abraço
    http://suinguken.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Nossa que lindo.
    Quero um amor assim!!!
    rsrs

    ResponderExcluir
  20. Oie, eu não gosto de poesia, mas o teu texto foi de uma sutileza, bacana e confortável de se ler! Você parece ser bem criativa e com certeza irei voltar aqui. Parabéns
    Sucesso
    Beijãozão

    ResponderExcluir
  21. Muitooo legal! Sucesso no blog!

    www.sem-nozes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Escreves muito bem. Nem toda dialética se afunila em um lugar único. Os dois são uma coisa que não se assemelha a soma das partes.

    ResponderExcluir
  23. Olha! Muito legal o seu jeito de escrever lembra o Humberto Gessinger. Comparações, comparações...

    Gostei muito do que li! ^^

    ResponderExcluir