domingo, 14 de dezembro de 2008

DAS [nossas] VIDAS

A trilha sonora é presente de um mocinho chato lá da Cidade Maravilhosa. O sorriso é conseqüência das pessoas queridas ao meu redor. A falta é parte da ausência que sei que vou me acostumar – embora me faça tão bem tudo que há em você. Daqui a pouco mais um ano acaba, e preciso dizer, antes de qualquer promessa rápida de felicidade, que leva-se tempo para descobrir que um ano pode mudar toda uma vida. Devo repetir alguns passos. Inventar outros tantos. Planejo reencontros. Já sinto saudades. Assim tem sido comigo. Assim tem sido com nós.

19 comentários:

  1. Final de um ciclo, começo de outro, porém, muitas vezes, esse começo acaba não sendo do jeito que sempre sonhamos ou desejamos, mas a certeza de que mudanças ocorrerão é fundamental para dar o pontapé inicial.

    Beijão, Tati. E obrigado pelo carinho!
    Adorei o teu comentário. Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Descobri seu blog no Orkut! Vou te add no meu fórum! =)

    Lindo post! É mesmo, um ano é tempo suficiente para acontecer grandes mudanças na nossa vida, mas não exatamente a que gostariamos que acontecesse! =)

    Romantica vc! =)
    Parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Essa música é linda mesmo..virou sucesso após capitu...banda ótima, uma mistura de sons...

    ResponderExcluir
  4. Essa música é a nova sensação da Internet...

    Eu gostaria mais de escrever sobre histórias alegres.

    Mas infelizmente eu não consigo viver uma.

    E espero que você esteja bem.

    ResponderExcluir
  5. A música já faz parte das nossas vidas...
    Não vivo sem, sempre tem uma música tema para cada fase.
    Essa música de Beirut é linda, desde que saiu em Capitu eu me apaixonei.

    ResponderExcluir
  6. Amei essa música desde a primeira cena... pois conheci com Capitu, que em cinco capítulos deu uma força pra nossa literatura... se dividiu opiniões não tem problema... foi feito ALGO!!! e isso acho que já é alguma coisa pra alegrar este coração gauche... qto ao blog! Queria te sugerir que vc elaborasse um selinho de link - me... adorei! vou colocar nos favoritos do meu... mas qdo tiver selo avise-me! ótimo um blog como esse com postagens literarias! abraço!

    ResponderExcluir
  7. Tati, até pra falar de vc a coisa sai como poesia.
    Antes do ano acabar vamos marcar um repeteco de brindes. Bjs

    ResponderExcluir
  8. A música, muitas vezes, pode se transformar na poesia da nossa vida. Cada um tem a sua, ou as suas...

    Só mais uma coisinha: procure não planejar reencontros. Viva os momentos que a vida proporciona da forma mais intensa possível, doando o seu melhor. O resto, é pura consequência...

    ResponderExcluir
  9. E uma mocinha nem um pouco chata me obriga a creditar-lhe a descoberta da música:

    http://alicedescedolustre.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. E uma mocinha nem um pouco chata me obriga a creditar-lhe a descoberta da música:

    http://alicedescedolustre.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ora ora, que o mocinho chato ainda faz apropriação indébita e repassa descobertas sem devidos créditos. Tati, agora sim, aproprie-se e descubra mais de Beirut, que é uma banda incrível, e difundida aqui por Luiz Fernando Carvalho (que se fez uma Capitu discutível), pelo menos soube se utilizar de uma incrível trilha sonora.

    bj e passa lá pra ver o clipe

    ResponderExcluir
  12. Mocinho chato?! DE NOVO?!?!?!

    ResponderExcluir
  13. Uma pequena explicação completamente sem propósito: para Tatiana, sou um mocinho chato (epíteto que me enche de satisfação); para Alice, eu era, até então, um mané (devo ter evoluído). Para os demais, sou apenas um idiota.

    ResponderExcluir
  14. Nota dispensável, porém que me dou o direito de dizer:
    Adoro quando o anônimo gosta de ser chamado de "chato". Isso significa várias coisas... risos.

    ResponderExcluir
  15. Tati,
    vc já é persona muy grata! E venho sempre pra ler suas reticências. Adoro!

    besos

    ResponderExcluir
  16. Com o passar do tempo, um dia é necessário para que mude uma vida... imagine um ano!

    Adorei as palavras! Voltarei mais vezes! Abraço!

    ResponderExcluir
  17. É, um ano faz mesmo mudar nossas vidas. Adorei o post e os anteriores. Parabéns!

    ResponderExcluir