sexta-feira, 21 de março de 2008

POESIA MUSICADA

O poema "Prudência", que escrevi em meados de 2005 foi musicado pela banda HAZIZ... só faltam alguns arranjos e em breve estará disponível por aqui. Por enquanto, fiquem com os versos sempre livres, sempre fora de métrica, sempre tão meus.


PRUDÊNCIA

Prudência, talvez
Vejo em mim vestígios de uma ausência tumultuada
E não me reconheço
E me despeço
Quero evitar roteiros previsíveis
(todas as possibilidades de volta)
E me entrego
Invento você, assim, quase sem querer
Desenho situações glicosadas do seu cotidiano
E mesmo com todas as facilidades
Meu raciocínio te desmente
Sou outra. Sou uma. Sou duas
E este coração já não me pertence como antes
Não suporta carregar válvulas, átrios e ventrículos
Não situa sequências ritmadas em seus diálogos
E eu me traio
Olho ao lado. Quase fora do meu alcance
Prudência, talvez.

12 comentários:

  1. belas palavras, porem nao conheço a banda, quando elis gravarem coloque no blog, para que possamos ouvir, a letra tah boa :D

    c quiser pasa nu meu

    http://ehtudoloco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. que chiqueeeeeeeeee! quero ouvir, quero ouvir!

    ResponderExcluir
  3. Quisera eu poder transformar em ações todas as palavras que me são postas!
    Infelizmente meu coração me desarma em muitos casos.

    ResponderExcluir
  4. Tem link pro som???

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. E não raro.. não caro... não enigmático... mas tão necessário.. prudente.. prudência.

    Vindo de você moça.. letra, verso ou qualquer pensamento.. é singular.


    Bjs,




    Texto de hoje: 10 pOr 9...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

    ResponderExcluir
  6. Tati,

    Que delícia de Prudência!

    Quero ouvir a música...


    Abraços, flores, estrelas!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Thiago Quintella24 março, 2008 09:53

    além de bonito, o poema foi uma reação prudente, pois era para vc estourar heheh!

    ResponderExcluir
  9. Gosto dessa parte"invento você assim sem querer..."Daqui eu tiraria uma idéia da presença de alguém mais perfeito,pro nosso entendimento mais acertado.Sem tantos erros,sem tantos vacilos de humano.Da carência tão frequente que nos cerca,por termos tanto medo do amar.Um quase robótico amante...E aqui está tudo bem,nesse feriado de páscoa,a Drica teve que viajar à trabalho e ficar em Floripa.Estava arrumando o software do Costão do Santinho,daí passei o feriado com ela por lá.Showzão o Resort Tati,depois te apresento umas fotos.E sim,sim,me envie um destes teus presentinhos que amo.Beijões amiga.

    ResponderExcluir
  10. bah tche, gostei bastante desse poema , principalmente dessa parte "Desenho situações glicosadas do seu cotidiano" entendo isso como geralmente tendem a imaginar a situacao sempre de forma mais fantasiosa, bonita,romantica do que é.
    bjos

    volta lá no meu e dá uma olhada nos ultimos posts, teus comentarios sao sempre legais.

    ResponderExcluir
  11. legal seu poema... e ter um poema seu "musicado"deve ser motivo de orgulho, hein? parabéns

    ResponderExcluir
  12. Parabéns!
    Isso não é para quelquer um!

    ResponderExcluir