segunda-feira, 18 de setembro de 2006

DA VIDA [I]


“Uma vida contém muitas vidas”
Contém despedidas, contém alegrias
Contém ausências, contém histórias
Histórias repetidas, histórias não vividas
Histórias contadas
Palavras nem sempre ditas
Palavras declamadas
Uma vida contém dias inteiros
Dias compartilhados, dias de silêncios
Uma vida contém canções
Poesias, amores vividos
Amores terminados e grandes amigos
“Uma vida contém muitas vidas”
Lembranças, abraços e partidas


Dedico este poema ao Fábio, meu primo postiço, que resolveu nos deixar, assim, como um menino que de repente resolve nos pregar um susto. Dedico todas as nossas risadas, nosso cafés da manhã, nossas sessões de música, e encontros em família à Ana Paula, minha prima, meu amor, alguém que eu quero que esteja sempre por perto, bem perto, muito perto!
"Uma vida contém muitas vidas", e é dessa forma que vejo vocês em mim. Amo os dois! P'ra sempre!

5 comentários:

  1. Grande declaração, bem ao seu estilo Tati. Homenagens são sempre bem vindas. Saudades de você.

    ResponderExcluir
  2. oh tati, o fábio deve ter ficado feliz.

    ResponderExcluir
  3. Sem comentários... só sentimentos...

    Te amoooooooooo!!! Bjus!

    ResponderExcluir
  4. Rê de Toledo Miranda21 setembro, 2006 17:25

    O poema já fala tudo, né?! Não tem nem pq comentar....

    ResponderExcluir
  5. Friends will be friends já dizia Freddie Mercury !!!
    Ele adorou o texto, vc sabe disso, =), parabéns!

    ResponderExcluir