domingo, 26 de fevereiro de 2017

GLITTER

Vai, atropela alegoria. Harmoniza sua carne com a minha já que é carnaval. Perca o compasso do bloco para seguir samba que nem tem enredo. Vai na ginga, na malícia, no baile, sem máscara, emaranhando em nós toda cor de serpentina. Está chovendo purpurina, mas guardei glitter para fazer tempestade na quarta de cinzas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário