sábado, 24 de outubro de 2015

DAQUILO QUE NÃO CONTAMOS

E na maior falta de coragem de ser explícito, ele foi lá, tateando pele e poros até chegar entre as pernas dela. Não se olharam, nem ensaiaram qualquer discurso-gemido, deixaram apenas silêncio e respiração tomarem suas posições enquanto as mãos dele faziam dela impulso, espetáculo, ritmo e satisfação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário