Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

DAS EMOÇÕES QUE PARECIAM SER

Continuamos como antes: sem lugares e amigos em comum, com fuso horário parecido, com vontade de aquecer o que ainda é inverno, sem [quase] nada que nos ligue nesse mundo tão pequeno e distante. Pensei que tínhamos tido vontade de querer acontecer no outro, mas ainda não entendi o tudo que parecia ser e que, do nada, nos fez tão desconhecidos como antes.