terça-feira, 20 de novembro de 2012

FINGIMENTO



É alguma hora da madrugada e ela lamenta por não ter cigarros. Na verdade ela lamenta por não fumar e por não se entorpecer naquela fumaça toda de ansiedade descontrolada. Na realidade, ela lamenta por ter sido tão comedida, por tê-lo feito acreditar que era madura, que era boa de entender as coisas que nem mesmo sabia. E ela não previu que em alguma hora da madrugada ela iria querer dar uma de louca e fazer algum escândalo de amplo espectro. Algo que fosse dos berros aos sussurros - em toda sensualidade que tinham quando estavam juntos.
 
Olhou para os lados em busca do cigarro, da vontade de fumar, da vontade de pisar duro, de fazer passar vergonha, de senti-lo novamente nela. Lamentou por toda delicadeza do entendimento. Queria mesmo era tormento. Do tipo tórrido.

12 comentários:

  1. Muito bom, arrepender-se de ter sido comedida não é legal rs

    ResponderExcluir
  2. Essa sensação de 0x0 é a pior de todas...rsrs mas sejamos otimistas sem perder a loucura....abraçooo!

    ResponderExcluir
  3. Sei bem o que essa sensacao significa!

    ResponderExcluir
  4. Nesse caso a loucura é que a domina.

    ResponderExcluir
  5. Bom o texto. Ja me senti exatamente como descrito no texto.

    ResponderExcluir
  6. Como diria Fernando Pessoa: Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente...

    ResponderExcluir
  7. Legal, visita lá o meu blog:
    Os PTC ou sites Pay to Click, são sites onde ganhamos dinheiro ao clicar em anúncios, visitar sites e indicar.

    Acesse já e saiba mais:
    www.youeasymoney.blogspot.com.br/

    Ganhe com cliques!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Nunca fumei, mas pareceu MUITO um depoimento de quem está tentando parar de fumar

    adoro os seus textos curtos que dizem muito!

    ResponderExcluir