sábado, 3 de março de 2012

ANTI-HEROI

Nunca conseguiu ser herói de ninguém, nem dele mesmo. Tão menos soube ser vilão. Não sabia articular a sua vontade acima de algum pudor, moral ou qualquer outra coisa suja, feia, desrespeitosa. Não que fosse correto, também não era, mas se atrapalhava nos conceitos. Confundia maus modos com maldade. Dava a mesma importância dos advérbios aos adjetivos com a ingenuidade de moleque. Foi insuficiente em tudo, mas não percebeu, pois fazia parte do elenco principal da sala de estar. O prognóstico de anti-heroi veio quase que sem querer. Talvez ficasse feliz se soubesse que Dom Quixote não faria melhor, mas achou por bem não arriscar comparações. Evitavam guerras entre cavalarias e possíveis check-ins em alguma rede social. Estrategicamente os tempos eram outros.

19 comentários:

  1. Achava que anti-herói era algo melhor de se ser.
    Mas pelo que escreveu é ruim hein. Mas imagino que todos que realmente saibam articular a sua vontade acima de algum pudor, moral ou qualquer outra coisa, são heróis de uns e vilões de outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CQCM, o anti-heroi não é melhor, nem pior... é apenas insuficiente para ser heroi!

      Excluir
  2. Nossa. Seu texto é tão complexo , com palavras tão bem usadas .
    Muito bem construido .
    Parabéns .
    Me fez pensar bastante .
    R.Flicka
    http://flickabooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa, esse texto faz pensar.. quanta gente não se sente nem herói, tampouco anti-herói, para si mesmo.. pessoas que sentem não ser nem representar nada.
    Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu anti-heroi representa a insuficiência de ser algo completo. Heroi ou vilão!

      Excluir
  4. Nossa, incrível. Muito poético. Gostei do estilo!
    Parabéns por tudo obrigado por me avisar lá no orkut (copiei o link errado)!

    Comente também:
    http://enricows.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Anti heroi pra mim na verdade é uma mistura entre vilão e "mocinho"

    http://bibliotecamedieval.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adão, o meu anti-heroi é do tipo que não consegue ser nenhum dos dois. É incompleto, insuficiente, desajeitado e esquizofrênico.

      Excluir
  6. Adorei a forma que escreves ^^ é bacana

    ResponderExcluir
  7. Achei bem interessante sua concepção do anti-heroi, diferente de qualquer outra perspectiva que eu já tenha visto, e mesmo assim, tão cheia de sentido.
    Pelo que você disse, um cara torna-se anti-heroi sem ter consciência disso, mas ao mesmo tempo evitava arriscar-se com comparações e outras coisas. Interpretei mais ou menos certo?

    Gostei bastante =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, eu não sei se um anti-heroi de verdade faz questão de sê-lo. Acho que é uma consequência não-planejada, embora ele sempre sem veja como heroi ou vilão...

      Vale dizer que ainda estou descobrindo também! Rs

      Excluir
  8. Nota 10 para voce! Um texto curto e profundo!

    ResponderExcluir
  9. Eu amo esses seus instantâneos pessoais, Tati, inda que sejam pessoais por transferência de personagem. Adorei a análise da anti-heroicidade, e de fato é isso: o sujeito insuficiente em tudo que se abriga no charme da definição cunhada por nossos tempos outros. Estes tempos que criam rótulos confortáveis para sua incompetência em sustentar-se e definir-se. Beijos e sucesso sempre no blog, minha linda! Sempre é um prazer vir aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, obrigada de novo pela presença. Por me ler de verdade e por me fazer olhar com tantos outros olhos, o que em princípio, tinha apenas um ângulo de definição! Bjs

      Excluir
  10. Adorei, um texto incrível e de grande complexidade. Tô seguindo.

    http://iasmincruz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Se sentir anti-herói de si mesmo é muito foda, talvez seja o começo da depressão, e faz parte de um exercício complexo manter-se em comunhão contigo mesmo.






    http://www.alteregodonuti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Cada um possui um vilão e um herói dentro de si...

    ResponderExcluir