quarta-feira, 26 de maio de 2010

COLORIDO ABSTRATO

Ali, onde os papéis estão escondidos. Ali, nas entrelinhas, dobrados, esquecidos. Em tanto lugar comum, que ela não entendeu como ainda não tinha percebido. Em tanta linguagem turbulenta, não notou o colorido abstrato em geometria nas paredes. Mas fez do sentimento obra de arte. [In]compreensível aos olhos dos outros. Exagerado aos que dizem entender dessas coisas.

36 comentários:

  1. No mês passado estive mais uma vez no Rio e fui com amigos [um casal sensacional, Jordan e Drica] ao CCBB e entre cafés, muita conversa e sorrisos, vimos a exposição do Magnelli. Ali, a tela "Turmoil Language" soou ainda mais poética quando vista de perto. De lá pra cá fiquei com vontade de escrever além da "linguagem turbulenta" daquela tela. Eis que enfim, um post!

    ResponderExcluir
  2. espero vc também na comunidade dos nao caloteiros!

    LÁ SEU COMENTÁRIO É GARANTIDO!

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

    ResponderExcluir
  3. adoro a maioria das coisas q sao relacionadas a arte
    :)

    ResponderExcluir
  4. acho que as vezes estamos tao focados ou passamos tanto no mesmo lugar que nao percebemos a beleza.

    vejo isso por mim, moro em bsb, local que se respira arquitertura e beleza, mas as vezes nem reparamos

    ResponderExcluir
  5. gostei do formato dos textos.. bem curtos e objetivos. parabéns

    ResponderExcluir
  6. Do seu dito abstrato respingam cores tão vivas que faz de qualquer sentimento um ser translúcido. Amo ler-te moça! e saudades.

    ResponderExcluir
  7. que lindo!!!! realmente, a beleza se esconde em pequenas frestas, geometrias, bolhas etc. coloridas!!! gostei...

    http://celuliteseoutrasestranhezasdemulher.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Seus textos poéticos são bonitos, leves. Gostei. :)

    ResponderExcluir
  9. fez do sentimento obra de arte.
    é o que fazemos, ou tentamos fazer, ou fazemos sem perceber, quando colocamos nossos escritos nesse mundo virtual.
    gostei da veracidade.
    bons dias.

    ResponderExcluir
  10. sinceridade? mesmo

    eu fiquei aqui lendo lendo

    tentando achar o que você colocou nas entrelinhas e vi ser impossível

    sua alma voou tão longe que um pobre poeta que nem eu não pude alcança-la maravilhoso mesmo

    ResponderExcluir
  11. É engraçado como nosso sentimento tão humano está sempre interligado à exata geometria das tintas ou dos arabescos de fumaça. Gostei de colar por aqui. Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...quero dividir as miudezas com vc e vc não vai estar comigo no final de semana...snif...=(...saudades....

    ResponderExcluir
  13. Quanta gente legal de se ler por aqui...
    ... Camila, também gostaria de estar contigo neste final de semana, respirando os ares cariocas e compartilhando as miudezas!

    Rod, você, sempre presente! Sempre necessário!
    =)

    Aos ilustres desconhecidos: todo colorido abstrato!

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia esta forma de escrita. Muito bom!!!

    ResponderExcluir
  15. oi tatii! adoreii teu blog!

    toh seguindo!

    visita meu espaço tb ?^^

    http://nuvenscoloriidass.blogspot.com/

    fica com Deus!

    ResponderExcluir
  16. Confuso como eu! Rs...muito bom! Parabëns!
    Críticas,informações,humor e inutilidade

    http://papiinhas.blogspot.com/

    Tem post novo na área: Desacordo Nuclear & Tensões Diplomáticas

    ResponderExcluir
  17. Confuso como eu! Rs...muito bom! Parabëns!
    Críticas,informações,humor e inutilidade

    http://papiinhas.blogspot.com/

    Tem post novo na área: Desacordo Nuclear & Tensões Diplomáticas

    ResponderExcluir
  18. Os sentimentos podem tornar algo simples, abstrato, em algo belo e encantador. Cada um tem sua maneira de ver as coisas.

    www.ratobebado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. achei tão bonito e sincero. Parábens, um dos poucos bons textos de hoje.

    Fotografia, ensaios, novidades. Ou seja, um photoblog completo!
    http://patoemfoco.org - Confira!
    :~

    ResponderExcluir
  20. Vc se expressa muito bem em poucas linhas...
    muito bom

    ResponderExcluir
  21. Vc se expressa muito bem em poucas linhas...
    muito bom

    ResponderExcluir
  22. Vc se expressa muito bem em poucas linhas...
    muito bom

    ResponderExcluir
  23. Tanta profundidade em tão poucas linhas!

    http://pontapedepartida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. O texto ficou um pouco confuso no começo, mas no final deu pra entender.
    abs

    ResponderExcluir
  25. excelente achado! (encontrei seu blog na comunidade do blogblogs no orkut)
    vai entrar para a minha coleção de blogs literários =)

    ResponderExcluir
  26. olha, vou dizer que corri atrás da tela Turmoil Language pra poder me aprofundar melhor em suas metáforas poéticas, mas não encontrei e acabei espiando um pouco de fora essa psicodelia artística que encontrei no seu pequeno texto.
    gostei demais, enviei a um amigo seu blog, que também curte umas loucuras quando se trata de símbolos, incompreensão e arte no geral! :)

    muito obrigado pelos seus comentários no meu blog, volte sempre, e saiba que THE NATIONAL já é um alvo pra mim faz um tempinho, só preciso estar mais inspirado pra escrever algo à altura do som que eles fazem :))

    http://songsweetsong.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Olá Tati, boa noite.
    Que bom que você deixou comentário no meu blog. Fico feliz por isso, de verdade! É sempre bom ter pessoas dispostas a nos ajudar, sobretudo nas horas desagradáveis. Coloco-me à disposição e, por outro lado, espero que nos aproximemos o quanto antes em torno dessa causa. Por favor, não deixe de visitar o meu blog e me ajude a divulgá-lo. Atenciosamente,
    Paulo H. Azeredo Nascimento

    ResponderExcluir
  28. http://defesadodiabetico.maisblog.net

    ResponderExcluir
  29. Tati, boa noite.
    Claro que tenho interesse em escrever um post especial. A propósito do assunto, seria uma honra para mim... Estou tentanto acessar ao twitter indicado por você mas não estou conseguindo. Por favor, deixe seu e-mail se possível. Um abraço, Paulo H. Azeredo Nascimento, http://defesadodiabetico.maisblog.net

    ResponderExcluir
  30. Tati, muito obrigado por ter respondido o comentário, e mais do que isso, ter procurado a obra do Magnelli pra mim!
    Não vou te garantir que agora tudo fez sentido, mas pude me aproximar mais artisticamente de seu texto, e respirar um pouco mais esse sentimento de "estrangeiro", quando se trata da compreensão de uma obra. Acho que você entende o que eu digo, algo extra-terrestre rs

    obrigado pelo doce comentário, estou aguardando um novo post aqui, e espero que retorne ao meu blog sempre :)))

    (estou te seguindo aqui! =])

    http://songsweetsong.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Tati, boa noite.
    Vejo que você não visitou mais meu blog. Em breve o atualizarei... Te passei um e-mail na semana passada. Quando puder o responsa, se possível. Abraço, Paulo Azeredo. http://defesadodiabetico.maisblog.net

    ResponderExcluir
  32. As vezes a gente não percebe o que está na nossa cara. As vezes é preciso um tropeço, um susto ou um toque para entender que está logo ali o que procuramos.

    Gostei particuparmente desse texto. Gosto de todos, mas esse me tocou especialmente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  33. gostei dos textos, muito bem escritos e diretos.

    ResponderExcluir
  34. Vc escreve bem, mas me desagrada essa coisa de fazer uma sufixação e prefixação entre parênteses, é um recurso muito pobre e raramente justificável, a meu ver.

    ResponderExcluir