domingo, 5 de julho de 2009

ELOGIO AO AMOR

O meu amor tem quatro tempos. Tem imagens e diálogos que se completam em telas duplicadas. Tem falas em preto e branco. Tem olhares nas cores todas. Tem passado em verde-limão, em sépia, em vermelho rubi. O meu amor tem ritmo descontínuo. Tem inquietação. Tem tranquilidade. O meu amor não é pronome possessivo. O meu amor tem pronomes de ângulos oblíquos. Tem teoremas que escapam entre as expressões.
Elogio o amor para conservá-lo. Para sentí-lo sempre por perto. Para aprender sobre o cuidado das coisas todas. Das que não vejo. Das que não entendo. O meu amor tem alguns traços de Godard.

17 comentários:

  1. Parabéns pelo seu blog!

    ficaria muito feliz se você comentasse no meu..

    http://antoniopimenta.blogspot.com/

    Abraços e sucesso
    :D

    ResponderExcluir
  2. O maior elogio ao amor é ser entendido pelo amado.

    Você, como sempre, fazendo dos seus textos imagens mentais perfeitas...

    ResponderExcluir
  3. É isso mesmo. Elogios sempre trazem de volta aquilo que importa!

    ResponderExcluir
  4. Belíssimas palavras! Não é todo dia que leio textos tão bons, repletos de imagens, tons, e impregnados de lirismo! Adorei!

    D.

    www.cronicasdecalliope.blogspot.com
    www.poesiasdecalliope.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi,linda
    Li sobre seu blog na no DOGmAS e vim te conhecer.Parabéns!
    Elogio ao amor é inspirador!

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Não resisti. rsss. O elogio ao amor se assemelha a uma apologia ao pleonasmo. Porque "o amor vence tudo"?

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Primeiro eu agradeço... ter você nessa brincadeira louca é uma honra. Sua sensibilidade é exata aos meus olhos... agridoce do jeito que sou no dogMas nem bem nem mal... equilíbrio sagaz que me satisfaz. Depois eu digo... ler você é um encanto vivo... seus desenhos, escritos, sabores e dissabores... o amor em etapas, vagões, com ou sem reservas... perfeito.

    E ainda acrescento... bom vêr gente como o Leo do Exagerado vindo te ler... ele vai conhecer uma pessoa especial.

    Bjs moça...

    em tempo fiquei com medo que não gostastes....r.s.s




    Agora só faltam 6 textos até o dia 12...




    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Tati,

    Eu já fui ao médico do ouvido par avaliar meu labirinto e está tudo em ordem. Creio que se trate de fato de enxaqueca de fundo emocional, já que só tenho quando estou passando por problemas...

    Mas obrigado pela orientação. Vindo de uma profissional da área de saúde (e ainda especializada em remédio, coisa que adoro) me conforta bastante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Engraçado que quando ouvi pela primeira vez essa frase, achei-a piegas e meio irreal. Mas só vim a entender "Omnia vincit amor", de Virgílio, quando li o enigma do quatro. E, de fato, ele vence. rsss

    ResponderExcluir
  11. Porque se é amor realmente e contraditoriamente tem inquietação e tranquilidade. Muito belo isso que colocou.

    Lembrei de uma cação do Djavan "Mas nesse beijo só tinha alegria, faltava dor..."

    É pena meu amor só ter inquietação e dor. Sinal óbvio que estou longe de minha metade, que meu amor está incompleto.

    Bom, Tati, cheguei até aqui por meio do Dogmas, do Rod, que fez um belíssimo texto com tua palavra. Também serei um dos agarciados e resolvi passar aqui pra conferir teu blogue.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Olá Tati,
    vim através do blog do Rod e fui agradávelmnte surpreendida.
    Gosto da forma como escreves e sentes e adorei o teu "Elogio ao amor".Parabéns!
    Beijos Ana Casanova

    ResponderExcluir
  13. Uauuuuu... que lindoa, poética e moderna maneira de falar sobre o amor. Conquistou-me definitivamente... vou ler o que tem aí embaixo.

    Valeu

    ResponderExcluir
  14. Excelente blog!!
    Por favor,entre e comente,ou coloque como parceiro!

    http://queletra.blogspot.com/

    http://fimdejogobaltazar.blogspot.com/

    Valeu e parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Tati! Obrigado pelos elogios. Fiquei lisonjeado! Mas você comentou no meu portfólio! :)

    O blogue é este aqui, ó:
    www.colunafantasma.blogspot.com

    Se quiser, passe por lá.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito do seu texto.
    Expressa os meus sentimentos.
    Estou seguindo.

    ResponderExcluir