quinta-feira, 5 de junho de 2008

QUANDO VIRGINIA WOOLF TE CONFUNDE...

Hoje eu decidi ler um pouco de Virginia Woolf... mas parei alguns minutos depois. Ela conseguiu confundir alguns conceitos que eu achei que tinha....
"As coisas se desprenderam de mim. Eu prolonguei certos desejos; eu perdi amigos, alguns para a morte... outros pela incapacidade de atravessar a rua."
“É o nascimento do cinismo. Perco o meu senso de romantismo, pois nunca mais serei capaz de ter esperanças sem nenhuma restrição, de confiar sem reservas. Eu sempre ouvirei em minha cabeça vozes que fazem essa perguntinha importuna, que o romântico não ousa fazer. Um romântico não pergunta.”
Acho que se Dudu Caribé (músico espetacular, meu amigo e "bizarro" predileto, carioca como deve ser, cheio de teorias intrigantes sobre a vida) um dia resolvesse ler Virginia Woolf, ele faria música como romântico nenhum não ousaria fazer.

14 comentários:

  1. Você não conheceu ninguém que se completa, porque você não conheceu meu amigo Allan...

    Ele se auto se completa-se a si mesmo. E sozinho!

    ResponderExcluir
  2. Confusão mental que os românticos ignoram ter.. confiar sem limites até o do acordar..

    Obrigado por te ler.. por ver vc atuante..

    Te curto ler moça,



    Texto de hoje: aSSustA-mE...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

    ResponderExcluir
  3. opa Tati que texto bonito...várias vezes a Virginia já me confundiu também...desculpe muitíssimo pela saída de conversas,vi todo o seu disparate e me agradeci dele,escrevi coisa nova no blog,e fico agradecido mais ainda;que enquanto existir Tati e que ela me leia,estarei mais do que feliz pra sempre escrever...Assim como a Drica e a Mariana que estima as letras...E o Dudu,putz,o Dudu,morrendo de saudades deste pilantra que um dia ainda vou fazer a mesa espiritual e ele sabe melhor o que é isso...te adoro garota dos versos bonitos

    ResponderExcluir
  4. Tati, sempre maravilhoso te ler. E o Jordan ? Jordan, vamos fazer aquela sessão ???hauiuaaiai. Skunk na veia.huauaua. Brção gde. Bj , Tati.

    ResponderExcluir
  5. Excelente lembrança do Dudu, hehehehehe...

    O romântico não pergunta.... pois é, acho que o entendimento do romântico é diferenciado, e não acho que isso seja bom. Fazer o que, hehehehe

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Dudu e Jordan, vocês se comportem!!!
    (de repente, De Analgésicos & Opióides tem todo um sentido literal p'ra esses dois... risos!!!)

    ResponderExcluir
  7. Pois escolheu uma excelente leitura, sim senhor. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. demorei mis comentei...
    seu blog tá muito intereçante; tem assuntos bem legais..
    também tenho um blog; se quizer dar uma olhadinha O.O
    http://amandaa.dias.zip.net

    ResponderExcluir
  9. Seu blog é show! Parabéns pelos textos e posts! :) Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Moça obrigado pelo comentário no AveSSo.. te ler agora me fez muito feliz.

    Tem horas que a gente precisa ouvir um carinho desses.. e eu estava nessa hora.

    Obrigado.

    Rodolfo.

    ResponderExcluir
  11. Vim dar uma olhada outra vez... :) Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  12. NUnca li a senhorita Wolf...mas depois de ler esses trechos fiquei com vontade

    PS: ela me confundiu tambem...rsrsrs

    ResponderExcluir
  13. Thiago Quintella13 junho, 2008 12:04

    Dona Virgínia é uma das brilhantes escritoras das quais eu temo em ler. Nem o filme sobre ela eu vi. Sei que ela vai me dar uma espanada à moda Dostoiévski, mas vindo de uma mulher (machismo latente em cada homem) vai doer muito heheh, auto-preservação! :)
    Excelente passagem escolhida!!

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito do seu blog e te convido a participar dos melhores blogs femininos te espero la.

    ResponderExcluir