segunda-feira, 21 de abril de 2008

AFINIDADES ELETIVAS

É Quase dia. Quase convergência. Quase alquimia. Quase conjugação mais que perfeita. (Quase somos nós. Riso contido. Descompasso ensaiado. Silêncios ritmados). Quase somos um. E os parênteses são quase sempre propositais. Você me reconhece neles. Eu te reconheço fora deles. Eu sei de você. E sei que sabe de mim também. E quase sabemos tudo de nós. É quase dissociação. É quase imperativo. É quase amor. E eu quase te odeio por não ser completo.

[e pra quem acha que eu falo de Goethe, por favor, entenda que afinidade eletiva é quase uma teoria química, que quase muda tudo em proveito de novas combinações. Quase...]
Wilco - What light

22 comentários:

  1. Texto lindo, lindo, doce, suave, direto, mas subjetivo.

    "Tive quase tudo e por ser quase, tive nada" já cantara Biquini Cavadão.

    Mas um quase amor é um quase lá.

    ResponderExcluir
  2. As vezes, mudar tudo pode ser muito interessante, até mesmo pode-se tornar uma aventura.

    www.indicacao.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. sim, afinidades eletivas também são químicas. mas não esqueça que as escolhas, são intelectuais.

    ResponderExcluir
  4. vou ler mais três vezes pra ver se entendo as entrelinhas... rsrsrs...
    Bjos, lindona! Bom restinho de feriado!

    ResponderExcluir
  5. ACREDITO MAIS NAS ESCOLHAS. ELAS PODEM REVELAR AFINIDADES.ME PERDI UM POUCO NO SENTIDO DO SEU TEXTO, MAS ACHO QUE É ISSO!

    ResponderExcluir
  6. blog legal!!!


    meu :http://history-100.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Estranha essa idéia de Afinidade eletiva, mas bastante conviniente.

    ResponderExcluir
  8. Eu li umas 3 vezes e ficou cada vez melhor. Para mim ele foi doce apenas nas palavras, o significado me deprime... Perfeito (:
    ps:voltei, voltei! hahaha

    ResponderExcluir
  9. "Afinidade eletiva é quase uma teoria química"adorei isso...Parece aqueles refrões de música de madrugada no rádio...E o que dizer de dois seres humanos?? Não são mais do que organismos políticos de acertos e desacertos...Ps:Adorei a banda

    ResponderExcluir
  10. Obrigado. Se quiser participar da promoção é fácil. Basta entrar para a comunidade e fazer seu cadastro.


    http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=49083389

    ResponderExcluir
  11. Putz...vou ter que reler uns pares de vezes p/ tentar entender, hehehe.

    Sempre me perco nestes textos.

    ResponderExcluir
  12. P.S.: Não precisamos entender as coisas, como se tudo tivesse regra e que toda regra tem de ser cumprida. Pelo menos por aqui os textos, os poemas, as músicas deveriam apenas ser sentidos. Gostar ou não gostar. Se entender e se fizer algum sentido, é porque talvez você seja parte de um "quase", parte de um "todo" ou qualquer coisa do tipo.

    PPS.: Mr. Bredis & Mr. Gileno: adorei o presentinho de hoje. Adoro ser mimada por vocês.

    PPPS.: E não deixem de ouvir "What Light" do Wilco. Esta é uma das minhas faixas prediletas do álbum mais recente da banda, Sky Blue Sky.

    ResponderExcluir
  13. Quase tudo é quase, mas teu texto é todo!


    Mais abraços, flores e estrelas..

    ResponderExcluir
  14. Caramba.
    Adorei isso!
    Um subentendimento gostoso!
    Desconpasso ensaiado, somos nós!
    Lindão!

    ResponderExcluir
  15. Thiago Quintella22 abril, 2008 16:04

    Eu me amarro em usar afinidade eletiva em trabalhos acadêmicos! Quase sempre confirmo a hipótese hehehe

    ResponderExcluir
  16. Eu quase entendi o texto...kkkkk
    Mas gostei dele

    Brincadeira,subjetivismo acadêmico não é meu forte, sou mais literal e incisivo mas tudo bem, seu blog é muito legal ...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Bem, do Goethe eu prefiro mesmo "Fausto"...

    Eu também bati muito na trave. Quase fiz uns golaços...mas ultimamente até que tenho acertado!

    Oh, mas o bom é não ser completo...é bom quando se falta algo e buscá-lo.

    abs!

    ResponderExcluir
  18. E aliás, eu adoro o Cazuza... E de fato algumas relações, ainda que danosas, nos parecem necessárias.

    E o conselho da Marta? Relaxa e goza...

    ResponderExcluir
  19. Entendo perfeitamente o que você quer dizer, porque o Caju é bossa e é rock...

    É como ouvir Lenine tocar qualquer ritmo e entender que aquilo tudo é rock, ainda que não seja necessariamente...

    ResponderExcluir
  20. Quando leio seus textos, os leio para mim, sobrepondo os MEUS sentimentos, sobre as MINHAS histórias, e cabem perfeitamente. Um dia, faremos aquele happy hour e eu serei capaz de entender o seu prisma. Nossa, acho que serão necessários muuuuuuuitos happy hoursss kkkk Beijão

    ResponderExcluir
  21. seus textos são sempre excelentes,uma mitura de sentimentos e palavras perfeita,
    bjos

    ResponderExcluir