segunda-feira, 10 de setembro de 2007

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES



Flores para dizer que ama. Flores para despedidas. Flores para rimar com desamores. Rimas pobres. Rimas pálidas. Flores ditas. Flores para você que acredita em amor romãntico. Ramos afetivos. Flores ao Fábio, que foi embora há um ano. Rumos perdidos. Flores a você, que canta "Call me" sem saber por quê. Flores ao passos firmes de quem vive sem razão. Flores aos sorrisos eternos que sempre se vão. Flores em prosa. Flores em versos. Flores no final da folha de caderno. Flores em tempos de guerra fria. Flores em dias de picadeiro constitucional. Flores pra preencher aquilo que não posso dizer. Flores. Flores. Uma pausa pra não dizer que não falei de flores. Silêncios. Flores...

12 comentários:

  1. Gostei desse post, particularmente, amo flores, para todas as ocasiões! Uma vez ganhei um arranjo(lindissimo)de flores do campo, foi no meu aniversário de 24 anos, vc não sabe como fiquei feliz... Tem coisas que não tem como esquecer!!!

    Flores...flores... as flores de plástico não morrem... mais prefiro as naturais, principalmente as do campo(risos)
    Bjks!!!!

    ResponderExcluir
  2. Tati querida!
    Entendo sua dor e saudade...
    Fique bem tá?!!

    P.S.Amo flores,inclusive tenho duas plantinhas na sala,com as quais converso...aprendi com minha mãe,e acredito que elas ficam felizes com tanto carinho.Em troca enfeitam minha vida... =]

    ResponderExcluir
  3. Após alguns e-mails falando sobre as "flores" desse tópico, resolvi vir aqui fazer um breve comentário:

    1. "Call me" é uma música linda, do Frankie Vallie, que foi tema da da série "Anos Rebeldes", mais precisamente da personagem Heloísa, interpretada pela Cláudia Abreu. Nem preciso dizer que é a minha cara, né?!
    2. As flores do amor romântico vem daquele lance do Renato Russo um dia ter comentado que o amor romântico só traz dor... será?!
    3. As flores pro Fábio são pq há exatamente um ano, ele foi embora pra sempre. Deixando na lembrança os risos mais divertidos, os melhores cafés da manhã na padaria pós balada, as bizarrices mais fantásticas.

    ResponderExcluir
  4. texto lírico,
    bem expressivo e detalhado.
    diria até sentimental.
    bonito! ^^

    :*

    ResponderExcluir
  5. "Picadeiro constitucional". Acho que nem um nariz de palhaço adianta mais... palhaço somos nós.. aliás, mais do que nunca.

    E pra não falar que não falei das flores... Flores ao final do dia.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto, lindo mesmo.

    Parabéns.
    Valeu.

    ResponderExcluir
  7. Flores vindas de um grande flor.


    "Quem pagará o enterro e as flores se eu me morrer de amores?"
    (Vinícius de Morais)



    [ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

    ResponderExcluir
  8. lindo... quando olhei o titulo pensava que era quela musica... hahaihauhauahauha...

    Mas bem bonito mesmo...


    Abrç

    ResponderExcluir
  9. Flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores, flores...

    Mas sobre o que é mesmo que estavamos falando? rsrs

    Blog Esponja ®
    www.blogesponja.net

    ResponderExcluir
  10. Eu conheço essa música. Realmente ela é linda...
    E, que engraçado, lendo esse post lembrei daquela música dos Titãs.

    sumida, moça... ou será que fui eu quem sumiu?

    ResponderExcluir
  11. Um tratado poético sobre as flores!



    Deixo abraços, estrelas e flores..

    .

    ResponderExcluir